Financeiro

Leia em 6 minutos

Conciliação bancária: o que é e como fazer Sua empresa faz conciliação bancária? Entenda como esse processo pode ser simplificado e melhorado no post de hoje!

Por Francesca Rodrigues

A conciliação bancária é uma etapa fundamental da gestão financeira.

É ela quem garante a veracidade das informações entre o registrado no seu sistema e a realidade.

É comum que a rotina de um empreendedor seja atropelada, com muitas tarefas para fazer, e nem sempre é possível registrar a saída ou a entrada de dinheiro em tempo real, seja no sistema ou em qualquer outro controle. O que torna os registros passíveis de erros.

É só por meio da conciliação bancária que será possível perceber os furos como falta de registro no sistema ou até mesmo alguma operação registrada errada.

Lembre-se que não existe gestão financeira pela metade. Se seus dados não batem, seus relatórios e análises não são reais.

Quer entender profundamente o que é conciliação bancária, como ela pode ajudar nos seus resultados e como realizá-la de forma eficiente? Este post é para você.

O que significa fazer uma conciliação?

Conciliar é fazer a comparação entre dois elementos para garantir que eles reflitam a mesma realidade de determinada área.

Por exemplo, você fará uma viagem de negócios e precisa verificar se todos os itens necessários estão em sua mala. Para isso, você cria uma lista de coisas a levar, depois faz a mala e vai comparando se todas as coisas estão nela.

O que é conciliação bancária?

Como falamos acima, a conciliação bancária é a comparação entre as entradas e saídas registradas por sua empresa com as movimentações das contas bancárias.

Ela confronta se os seus registros e previsões foram de fato realizados e se os saldos, tanto de seu controle financeiro interno quanto de sua conta, estão corretos.

Só assim, é possível ter certeza que as suas contas a pagar serão cumpridas e as suas contas a receber serão cobradas.

Além de garantir que nenhuma transação tenha ficado para trás por falta de registro no sistema ou em controles manuais.

No fundo, quando você olha para a conta corrente de sua empresa para verificar se aquele cliente importante realizou o pagamento na data correta, você está fazendo uma parte da conciliação bancária! Simples, não é mesmo?

Por que fazer conciliação bancária?

Além de facilitar os recebimentos e pagamentos da sua empresa, a conciliação bancária é uma ferramenta que garante uma visão realista das finanças da empresa e que apoia a tomada de decisão.

Por exemplo: se você tem os dados corretos em mãos, então pode negociar prazos com fornecedores ou pedir antecipação de pagamentos aos clientes, oferecendo um desconto adicional, para evitar que a empresa precise tomar empréstimos bancários para o pagamento de suas dívidas.

Sem informações confiáveis você corre o risco de precisar utilizar o cheque especial, pagar juros bancários e diminuir as margens de sua empresa sem nem se dar conta disso.

Além disso, tudo fica mais complicado sem dados financeiros confiáveis: nunca se sabe a hora correta de investir mais um pouco ou de apertar os cintos e cortar alguma despesa.

Sequer sabe-se quais são os maiores gastos da empresa, pois sem a conciliação bancária muitas contas acabam ficando para trás, causando um grande furo no caixa.

Outro ponto positivo da conciliação bancária é a percepção verdadeira dos gastos.

Muitos empreendedores, ao começar a conciliação, percebem uma série de gastos que não faziam controle. Tendo real consciência da situação da empresa e dos seus gastos e receitas.

Como fazer conciliação bancária?

Para começar a colocar em prática a conciliação bancária é necessário optar por um sistema de gestão ou por uma planilha gratuita.

O sistema de gestão traz uma série de vantagens, evitando retrabalho e redigitações desnecessárias, neste caso você pode utilizar o Fácil123.

Se você quiser experimentar uma planilha antes de usar um sistema de gestão, não tem problemas. Você pode utilizar nossa planilha gratuita de conciliação bancária. Basta preencher o formulário abaixo.

Planilha

Planilha Conciliação Bancária

Obtenha grátis nossa Planilha Conciliação Bancária e coloque a conta corrente da sua empresa em dia!


1. Registre o saldo de todas as suas contas

O primeiro passo para iniciar a conciliação bancária é registrar todos os saldos das suas contas bancárias.

Em um sistema de gestão, opte por registrar os saldos de cada conta separados. Assim, caso aconteça algum furo, fica muito mais simples de localizá-lo.

Para a planilha a regra é a mesma. Você precisará ter uma planilha para cada conta da empresa. Registre o saldo inicial da conta escolhida.

2. Registre todas as suas operações financeiras

Feito esse registro, é hora de registrar todas as movimentações financeiras que acontecerem na sua empresa.

Esqueça o passado e foque no dia de hoje. Se você fizer registros anteriores, sua conciliação vai furar.

Então, opte por começar a gestão financeira do dia atual.

Para registrar uma transação é importante que algumas informações sejam anotadas:

  • Data,
  • Descrição,
  • Categoria,
  • Valor,
  • E se essa movimentação é uma entrada ou uma saída.

Ao utilizar uma planilha, tome cuidado para registrar a movimentação na planilha da conta correta.

3. Calculando o saldo

Após esse registro, seu sistema de gestão ou planilha irá calcular o saldo atualizado.

Neste exemplo, note que o valor dos materiais de limpeza foi debitado do saldo inicial:

O mesmo vale para as receitas. Você deve registrar como crédito e o saldo atualizará automaticamente.

4. Conferência da conciliação bancária

No final do dia, você deve fazer a conferência dos seus lançamentos para, de fato, fazer a conciliação bancária.

Isso significa que o valor que você tiver em sua conta bancária, ou caixa, deve estar de acordo com o valor registrado na planilha ou no seu sistema de gestão.

Se o caixa furou, não se desespere. Isso é comum no início e você pode minimizar esse problema seguindo as dicas deste post.

Dicas e truques sobre a conciliação bancária

Algumas dicas podem otimizar ainda mais os seus resultados e o seu tempo.

Livre-se das planilhas

Planilhas são péssimas formas de manter a conciliação realista.

Não se tem garantias de que a versão que você está vendo é a mais atualizada.

Uma visualização por regime de caixa ou de competência são praticamente impossíveis e o processo de conferência é demorado e muito manual, o que pode levar a uma maior quantidade de erros.

Um sistema de gestão simples e focado nas necessidades das pequenas e médias empresas poderia resolver essa situação. Em segundos, as informações do extrato podem ser comparadas e conferidas, garantindo que suas informações internas correspondam aos lançamentos e saldos bancários.

Aumente a produtividade do seu financeiro

Melhorar o processo de contas a receber, a negociação de contas a pagar, as decisões sobre tomar empréstimos ou realizar investimentos e resgates são algumas das tarefas que seu financeiro realiza e que ganham maior precisão com o uso da conciliação bancária.

A conciliação bancária é uma das principais ferramentas para garantir a saúde financeira de sua empresa. E o processo que parecia burocrático pode ser facilmente realizado com o apoio de um sistema de gestão.

Por isso, não deixe de criar um processo simples e adequado às necessidades de sua empresa!

Você utiliza a conciliação bancária? Compartilhe com a gente a forma como ela é feita na sua empresa!